Archive for the ‘Uncategorized’ Category

h1

Grito d@s excluíd@s é nesse dia 7 de setembro!!!

04/09/2011

Em todo o país diversos Movimentos Sociais Populares do Campo e da Cidade se reunirão em marchas por todo o país.

No Rio de Janeiro, o Grito se inicia dia às 9h do dia 7 de setembro na Rua Uruguaiana – Centro.

Levem seus cartazes, seus panfletos, seus apitos,panelas e buzinas! Vamos fortalecer a força popular!!!

 

Anúncios
h1

Ato Contra a Privativação da Saúde no Rio de Janeiro dia 6 de setembro às 13h!

04/09/2011

 O Fórum de Saúde do Rio de Janeiro assim como os Fóruns de São Paulo, Curitiba e Alagoas conjuntamente com a Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde tem promovido uma série de ações contra os projetos de privatização da Saúde Pública Estatal como as OSs (Organizações Sociais), OSCIPs (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Privado), as Empresas Públicas, a MP520 (Medida Provisória de nº 520 que privatiza os Hospitais Universitários), dentre as PPPs (Parcerias Público-Privadas) em geral.

Até o momento diversos seminários já aconteceram (dentre eles dois nacionais) em defesa do SUS Público. Atos em todo o país no Dia Internacional da Saúde (7 de março) e agora novamente este ato mostra que a luta continua e que o Estado está fechado ao diálogo com a Sociedade tentando implementar à força seu modelo de privatização da gestão do sistema de saúde.

Tendo em vista que a Saúde é ainda o campo que mais emprega Assistentes Sociais, que é compromisso ético de nossa categoria a garantia de direitos universais também à saúde e na luta por uma sociedade onde o povo determine para onde vai sua riqueza produzida que chamamos à luta tod@s as estudantes de Serviço Sociail e ademais estudantes!!!

Estaremos prontos no dia 6 de setembro para dizer: NÃO À PRIVATIZAÇÃO!!!

h1

Atividades em 8 municípios pelo Estado do RJ. Confira abaixo e no site do CRESS. Mobilize-se e mobilize! Sem luta não há direitos! Dia 30 pelas 30 horas! Participe das atividades!

29/08/2011

O Conselho Regional de Serviço Social do Rio de Janeiro está integrando o conjunto de mobilizações organizadas pelo Conjunto CFESS/CRESS no dia 30 de agosto – Dia Nacional de Lutas em defesa das 30 horas como jornada máxima de trabalho dos assistentes sociais, sem redução de salários.

Em agosto de 2010 foram três mil pessoas em Brasília. No dia 30 de agosto de 2011 é hora de fazermos parte dos milhares de profissionais e apoiadores que estarão nesta luta. Como parte dessas mobilizações, estão sendo organizadas diferentes atividades no Estado do Rio de Janeiro. Conheça abaixo a programação. Use verde e utilize o adesivo das 30 horas enviado para a residência dos profissionais. Fotografe e filme sua equipe de trabalho e envie para o CRESS. Mobilize-se e participe das atividades de sua região!

REGIÃO METROPOLITANA

Rio de Janeiro (capital) 10:00 horas – Audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, com presença de empregadores, entidades sindicais aliadas, unidades de ensino de Serviço Social 12:00 horas – Aula pública na escadaria da ALERJ – Local: Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro – Rua 1º de março, s/nº. Praça XV. Centro. Rio de Janeiro-RJ. 14:00 horas – Ato público contra reforma do PREVIRIO (PL 1005 e PLC 41) Câmara de Vereadores da Cidade do Rio de Janeiro

BAIXADA FLUMINENSE

Nova Iguaçu 9:00h – Debate “As condições éticas e técnicas de trabalho do assistente social e o direito às 30 horas” Palestrantes: Yolanda Guerra (Escola de Serviço Social da UFRJ) e Hilda Corrêa de Oliveira (conselheira do CRESS-RJ) Local: Espaço Sílvio Monteiro – Rua Getúlio Vargas, 51, Centro, Nova Iguaçu

REGIÃO SERRANA

Nova Friburgo Das 15 às 17:00h Debate “A precarização do processo de formação profissional e das condições de trabalho do Serviço Social no cenário contemporâneo” Palestrantes: Lobélia Faceira (conselheira do CRESS-RJ), Fátima Grave (professora da UFRJ e ex-presidente do CRESS-RJ) e Alexsandro Claudio do Nascimento (Presidente do Conselho Municipal da Assistência Social de NF, assistente Social da Aldéia da Criança Alegre e Mestre em Serviço Social pela UFRJ) Local: Prédio da prefeitura (Salão Azul)

REGIÃO DOS LAGOS

Rio das Ostras – 30 de agosto 18 horas Palestra “Condições de trabalho do assistente social e a luta pelas 30 horas” Palestrantes: Marina Castro (professora da UFF PURO e coordenadora da ABEPSS-Leste); Marinete Cordeiro Moreira (INSS/Macaé e vice-presidente do CFESS); Carlos Felipe Nunes Moreira (conselheiro do CRESS-RJ) Local: Auditório UFF Rio das Ostras

Cabo Frio 18 horas Mesa “As condições técnicas de trabalho dos assistentes sociais” Palestrantes: Vânia Dutra (professora, coordenadora do curso de Serviço Social da UVA); Josy Oliveira (professora de estágio da UVA); Moara Paiva Zanetti (conselheira do CRESS-RJ) Local: Universidade Veiga de Almeida REGIÃO SUL FLUMINENSE Volta Redonda 19 horas – Debate “As condições éticas e técnicas de trabalho do assistente social e o direito às 30 horas” Palestrantes: Charles Toniolo de Sousa (presidente do CRESS-RJ e professor da UFRJ) e Maurílio Castro de Matos (conselheiro do CFESS e professor da UERJ) Local: Câmara de vereadores de Volta Redonda

REGIÃO NOROESTE

Itaperuna 19 horas – Debate “Jornada de trabalho do assistente social e a luta pelas 30 horas” Palestrantes: Silvia Dabdab (conselheira do CRESS-RJ) e Rosângela Benevides (conselheira da Seccional de Campos / CRESS-RJ) Local: Faculdade Redentor

REGIÃO NORTE

Campos 16 horas – Debate “Jornada de Trabalho do assistente social e a Luta Pelas 30 horas”. Local: Universidade Federal Fluminense – Campos

OUTRAS ATIVIDADES

Municípios em que os assistentes sociais estarão mobilizados (usando verde, o adesivo da campanha e realizando outras atividades): Mendes, Barra Mansa, Paraty, Resende.

UNIRIO (Rio de Janeiro) 19 horas – Debate e lançamento do livro “A cultura do voluntariado no Brasil” Palestrante: Paula Bonfim (autora do livro) Local: Unirio / Laboratório de Arquivologia / Subsolo, prédio CCH Organização: Escola de Serviço Social da UNIRIO

SAIBA MAIS: Há exatamente um ano o Congresso Nacional aprovou a Lei 12.317/2010, que prevê a jornada máxima de trabalho para os assistentes sociais em 30 horas, sem redução de salários. De lá para cá, muitos profissionais conseguiram implementar a jornada, que resulta em melhores condições de trabalho, em possibilidades de um atendimento de maior qualidade aos usuários, em redução de estresse no exercício profissional, dentre outras conquistas. No entanto, vários empregadores resistem a reconhecer que a Lei altera a lei 8.662/93, que regulamenta a profissão, e portanto deve ser aplicada para todos os assistentes sociais. Esta é uma luta que vem desde os anos 80, o que demonstra o acerto de persistir nas mobilizações em torno das pautas que envolvem melhores condições de trabalho e condições adequadas de atendimento à população. O dia 30 de agosto foi aprovado como Dia Nacional de Luta no sentido de buscar estender o cumprimento do direito às 30 horas para todos os assistentes sociais. É hora de voltarmos à mobilização, acompanhando as atividades, pressionando os empregadores e articulando nossas lutas às de outros trabalhadores e aos interesses da população.

h1

Vídeo sobre UPP no Morro do Turano no Rio de Janeiro

27/08/2011
h1

Moção de apoio da ENESSO à ocupação da Reitoria da UFF pelo MAD!

27/08/2011

“Niterói, 24 de agosto de 2011, quarta-feira. 

                Nós, os estudantes que estamos ocupando a reitoria da UFF, o Movimento Ação Direta (MAD) e ativistas independentes, ocupamos pacificamente o sétimo andar com intuito de abrir o diálogo com toda a comunidade acadêmica e civil de Niterói sobre a imposição de diversos projetos arquitetônicos, entre eles Via Orla e Via 100. Entendemos que a maneira pela qual tais projetos foram impostos e executados exclui politicamente das decisões a maioria das pessoas das pessoas afetadas, entre as quais a comunidade do entorno do Campus do Gragoatá, que será removida em função das obras. Esse movimento também repudia a destruição do Laboratório Aroeira, espaço de produção de conhecimento sustentável, tratorado pela REItoria em mais uma ação arbitrária.

                Somos um movimento autogerido, prezamos pelo diálogo horizontal para construir uma política que contemple toda a comunidade de Niterói de maneira irrestrita, pensando a universidade para todo o conjunto da sociedade e não mais para a burocracia universitária, especulação imobiliária, e a prefeitura de Niterói, com sua atual política de desenvolvimento urbano nada sustentável. Não sairemos até que nossas exigências sejam atendidas. Solicitamos a participação de toda a comunidade acadêmica e civil para manter a ocupação, o diálogo horizontal e democrático, bem como a paralisação imediata das obras, até que um verdadeiro diálogo com a sociedade seja aberto, através de uma assembléia comunitária.

                Ocupação da Reitoria da UFF.”

Nós da ENESSO Escrevemos uma moção de apoio à Ocupação da Reitoria da UFF:

Nota de APOIO à Ocupação da Reitoria pelo MAD.

Rio de Janeiro, 27 de agosto de 2011.

Nós estudantes da Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social viemos por meio desta apoiar a Ocupação da Reitoria da Universidade Federal Fluminense pelo MAD (Movimento Ação Direta). Entendemos como legítimas as demandas reivindicadas pelo movimento composto tanto por estudantes quanto por cidadão moradores de Niterói que buscam maior democracia interna na Universidade, melhores condições de acesso e permanência na mesma e lutam contra o tratamento dado pelo Estado aos atingidos pelas tragédias ocorridas na periferia da cidade. Entendemos como fundamental a organização horizontal das lutas e de vital importância o protagonismo popular nas lutas da classe trabalhadora.

Repudiamos o autoritarismo do Estado e da Reitoria da UFF que se recusa ao diálogo e impõe sua dinâmica desrespeitando a autonomia de organização da classe trabalhadora e negando as questões levantadas como demandas pelos mesmos provando mais uma vez que os “poderosos”, sentindo-se confortáveis em sua posição privilegiada, negam-se a qualquer alteração de sua rotina sórdida que força a maioria do ovo a sofrer as mazelas de um sistema desigual e opressor.

Sendo assim, estamos dispostos não somente a apoiar virtualmente os membros do MAD em sua ação legítima na luta por igualdade como a somar esforços para fortalecermos mutuamente nossa luta contra esta sociedade alienante, que favorece uma minoria em detrimento da maioria da população oprimida, e na luta por uma sociedade igualitária, livre e fraterna.

Fraternamente,

ENESSO.

Vídeo do primeiro dia da Ocupação:

Blog da Ocupação:

http://www.movimentoacaodireta.blogspot.com/

h1

Preparem-se para o Seminário Nacional de Formação Profissional

27/08/2011
Seminário Nacional de Formação Profissional e Movimento Estudantil de Serviço Social – SNFPMESS

Este é um espaço privilegiado dentro do Movimento Estudantil de Serviço Social. É o espaço político de troca das produções acadêmico-científicos dos estudantes de Serviço Social acerca dos mais diversos temas, contidos nos eixos do edital de publicação. Ocorre nos anos de final ímpar, intercalando com o SRFPMESS que ocorre nos anos de final par. 
 
Para enviar seus trabalhos vejam o Edital:
 
 

Edital

 
 
 
XVI SNFPMESS
Seminário Nacional de Formação Profissional do Movimento Estudantil de Serviço Social







Tema:



Para que a gente escreve, se não é para juntar nossos pedacinhos? Desde que entramos na escola ou na igreja, a educação nos esquarteja: nos ensina a divorciar a alma do corpo e a razão do coração. (Galeano)



EDITAL






NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS
Resumo:
  • Máximo de 1500 caracteres;

  • Fonte Arial (tamanho 11);
  • Espaçamento simples;
  • Contendo de 03 a 05 palavras-chave.
Texto Completo:
  • Máximo de 06 páginas;

  • Fonte Arial (tamanho 11);
  • Espaçamento simples;
  • Margem inferior e esquerda 3 cm e superior e direita 2cm.
  • O título deverá ser escrito em letras maiúsculas, iniciando na margem esquerda
  • Listar em nota de rodapé, os dados dos (as) autores (as), incluindo e-mail, instituição e estado. 
     
Modalidade de Apresentação de Trabalhos
 
Comunicação Oral

Os trabalhos aprovados nesta modalidade serão distribuídos de acordo com os eixos temáticos, com o tempo de apresentação de 08 minutos, acrescidos de 04 minutos.
 
Outras Orientações:
  1. Os textos devem ter uma problemática anunciada, desenvolvida e considerações finais, citando apenas as referências utilizadas no texto, seguindo as normas da ABNT em vigor.

  2. Prazo do envio: 26/09/2011
  3. 3.Os trabalhos devem estar vinculados ao desenvolvimento de pesquisa, experiências e ou práticas e trabalhos já apresentados.
  4. Os trabalhos serão publicados em CD, e devem ser enviados dois arquivos, um com o resumo e outro com o texto completo para a Comissão Científica do XVI SNFPMESS, no e-mail: trabalhosnfpmess2011@gmail.com
  5. O RESUMO NÃO PODERÁ CONTER NOME(S) DE AUTOR (ES), CO-AUTOR (ES) OU INSTITUIÇÃO DE ENSINO, ESTES DEVEM ESTAR CONTIDOS APENAS NO CORPO DO EMAIL E NO TEXTO COMPLETO, ENVIADO SEPARADAMENTE.
  6. O DESCUMPRIMENTO DO ITEM 05 RESULTARÁ EM DESCLASSIFICAÇÃO AUTOMÁTICA DO(S) TRABALHO(S).
 
EIXOS TEMÁTICOS
  • Ética, Direitos Humanos e Serviço Social

  • Movimento Estudantil, Universidade.
  • Opressões, Violência e Segurança Pública     ;

  • Meio Ambiente, Questão Agrária e Questão Urbana

  • Mídia, Educação e Cultura.
  • Estado, Democracia e Movimentos Sociais;
  • Projeto Ético-Político, Trabalho e Formação Profissional;



Comissão Organizadora do XVI SNFPMESS
 
Acompanhem pelo Blog:
 
http://snfpmess.blogspot.com/
 
 
h1

ENESSO se reúne com Escolas de Serviço Social no Rio.

21/08/2011

Como temos proposto uma maior articulação no MESS no Rio de Janeiro, rolou mais uma reunião de articulação entre as Escolas de Serviço Social. Nesta, em específico, tivemos uma pauta extensa mas demos conta. Como poderão ver na relatoria abaixo, tiramos vários encaminhamentos!

Entre em contato conosco, deixe seu e-mail e telefone pra contato. Vamos continuar nos articulando e já temos a próxima reunião marcada para o dia 17/9 no mesmo lugar ( UVA – Campus Tijuca) às 14h! (Ou ligue pra algum CR: Érica 81196548 ou Candé 76422249)

Abraços!!!

Reunião ENESSO Região V: Universidade Veiga de Almeida Campus Tijuca em 13/08/2011.

Presentes:

Cande Costa – ENESSO RV; ESS UFRJ

Monique Cruz – ESS UFRJ

Licya Costa – Levante; ESS UFRJ

Tiago – CASS UERJ

Ique Hillesheim – UNIRIO

  1. 1.       Universidades Privadas:

Candé:

Situação das universidades privadas: Na PUCSP além de todas as dificuldades cotidianas, @s alun@s inadimplentes são impedidas de se matricularem no semestre.

Na UVA hoje existem 04 estudantes na militância. Precisamos trabalhar na articulação dess@s estudantes.

Estratégias: Proposta de ir às escolas. UVA e UNIPLI são próximas e existe maior facilidade de circulação. Cande coloca que a ENESSO não pode ir sozinha, que precisamos de mais pessoas nessas atividades. Precisamos fechar também a política de delegados nessas universidades.

A ENESSO está preparando uma cartilha de articulação de base. Os textos estão em fase final, prevista para o final de agosto.

Licya:

Sugere que é importante que o MESS aborde o fato de @s estudantes das privadas terem de pagar por declarações, provas extras, e outras mais. Propõe que seja discutido com @s estudantes para saber se é válido discutir essas questões, se entendem que é necessário.

Cande propõe que seja discutida a criação de um GT formado por estudantes de universidades privadas. E entendemos que existe uma serie de burocracias com relação a criação de Centros Acadêmicos nessas universidades. Quanto a legislação que rege o assunto, cande coloca que é necessário que nos apropriemos dela.

O GT seria um GT de formação continuada.

É importante que tod@s voltem para suas universidades com a proposta de pensar quem são aqueles que podem integrar o GT.

 

  1. 2.       O PER

O RJ levou algumas questões para o PER: Que a ENESSO construa um (ENESS/ou ELESS ?) com base na formação política, tratando inclusive do EAD. Votação de secretários nas universidades; participação no fórum de Educação; formato dos EIVs; maior aproximação com o CRESS e sindicato da categoria; participação no FENEX; Proposta de cada universidade construir sua avaliação sobre o ENADE que será enviada ao MEC expondo a avaliação do método; Transparência na comunicação nas atividades do MESS; posicionamento sobre todas as formas de EAD (houve algumas falas quanto ao EAD que deixam duvida sobre o posicionamento a ser assumido); Particpação na luta pelos atingidos pela copa e Olimpiadas; informativo mensal; política financeira: venda de botons camisetas, bandeiras assim como articulação com CRESS e sindicato. O CRESS disponibilizou uma cota para a ENESSO que ainda não tem valor pré determinado, mas a proposta é de que seja de R$800,00 (oitocentos reais); De acordo com Informe do Candé todas as propostas do Rio de Janeiro foram aprovadas.  Cande coloca que no PER Pamela se comprometera a unir os relatórios da sistematização e ate o momento não enviou para o grupo.

Cande sugere que para o EIV seja discutido o método de Josué de Castro.        

  1. 3.       Campanha pelas 30 Horas.

 Os secretários de Assistência e a FENAS estão tentando colocar a lei das 30h como ilegal,

Atividades Organizadas pelo conjunto CFESS/CRESS, ENESSO e ABEPSS. Atividade no RIO: Assembléia pública na ALERJ aberta por Marcelo Freixo às 13h do dia 30/08. Centro do Rio, que vai discutir às 30h. Vão existir atividades em Friburgo e Campos.

Intenção de ser ponto de pauta: informar e fazer convocação massiva nas universidades para que @s estudantes participem em peso. Cande e Lycia colocam que precisamos estar no ato participando na construção, uma vez que a luta pela redução de carga horária é demanda antiqüíssima d@s trabalhador@s. tem importância a partir do fato de que a categoria não tem uma carga horária definida e não tem piso salarial nacional.

A ENESSO pretende construir um documento para ser lido na Alerj com o posicionamento d@s estudantes. Candé, Licya, Wanderson, Flávio e Cacá (que dará contribuições on line uma vez que está em Maceio). É importante que cada universidade faça cartazes. A ENESSO hoje tem R$120,00, há uma proposta de fazer artigos para vender.  Ao todo a ENESSO tem R$680,00.

Licya propõe que seja feita uma mística em frente à ALERJ: maquiagens demonstrando cansaço (olheiras e tal) e tod@s amarrados e no final se soltem. Demonstrando também o engessamento da atuação.

Candé coloca que concorda com a mística, mas que o fato de demonstrar libertação se dê de forma a demonstrar que o que queremos é qualidade de trabalhos, não dando margem a entendimento de que estejamos defendendo uma lógica produtivista.

Mística:

UERJ (Tiago) se compromete em levar barbante.

Tod@s os presentes levarão tintas pretas para os olhos.

Cande vai incluir os emails d@s participantes da reunião de hoje na lista da ENESSO.

  1. 4.       ELESS 2011:

Proposta é de que seja de dois dias.

Foi tirado no PER que seja um espaço de formação política, mas com características diferenciadas: pensando uma metodologia na qual pensemos o cotidiano com a participação coletiva.

Proposta: @s estudantes ao chegarem se organizam em comissões e tenha por inicio se conhecer utilizando um roteiro como eixo, cada uma terá um nome. Depois aconteça criação de brigadas que vão surgir de acordo com as vivencias em comum, etc. A partir daí as tarefas serão atribuídas (limpeza, organização, disciplina, etc). Serão chamad@s estudantes que fazem parte de movimentos para falar de suas experiências, pensando os movimentos dos quais participam.  Discussão 1-“MESS porque?” todas as discussões e atividades realizadas de forma horizontal, rodas de conversa. 2 – pra que serve o conhecimento?(educação popular, EIV, PNE) 3- Projeto ético político  – pra quê serve?

Comissão organizadora para o ELESS: Monique Cruz, André Costa, Ique Hillesheim, Licya Costa, Tiago Souza.

Tarefas: local (monique, Ique, Tiago e Licya), financiamento (candé e Licya), palestrantes, método(Candé), orçamento(Licya, candé)

Licya PROPÕE que seja feito em modelo de oficina.

  1. Ponto de pauta do ERESS ficou para a próxima reunião uma vez que a UFF que recebera o encontro não esta presente.

 

  1. Tiragem de delegados

Puxar assembléias gerais nas escolas para tiragem de delegados e também CA’s.

Elaborar moção de repúdio contra a arbitrariedade nas universidades por parte dos coordenadores e professores. Exigir do cress maior fiscalização do estágio e infrações ao código de ética e devidos encaminhamentos.(candé e Tiago)

Próxima reunião dia 10 de setembro

Informes:

Candé: dia 7 de setembro grito dos excluídos

20 e 21 deagosto seminário estadual do SENU, no sindijustiça

20 de agosto evento quilombo das guerrilhas

20 de agosto libera/farj

30 de agosto atividade das 30h

6 de setembro reunião com diretores de escolas só de universidades federais

15 de setembro reunião com diretores do ensino superior no cress

26 de setembro Reunião com o cress e com a pós graduação

Licya:24 de agosto ato em Brasília, campanha do 10% do PIB já, petróleo tem que ser nosso

 a marcha das margaridas (checar dia) 

Monique: participação num grupo de trabalho na articulação movimentos sociais e universidades. Proposta do MESS participar desses espaços. Cande: propõe monique como interlocutora dos acontecimentos no grupo na lista da enesso. E Tiago como interlocutor do fórum da saúde com a lista da enesso.